Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo.

Páginas

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Máscara


Máscara - Pitty
Composição: Pitty

Diga, quem você é me diga
Me fale sobre a sua estrada
Me conte sobre a sua vida

Tira, a máscara que cobre o seu rosto
Se mostre e eu descubro se eu gosto
Do seu verdadeiro, jeito de ser

Ninguém merece ser só mais um bonitinho
Nem transparecer, consciente, inconseqüente
Sem se preocupar em ser adulto ou criança
O importante é ser você

Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja bizarro, bizarro, bizarro
Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja...

O meu cabelo não é igual
A sua roupa não é igual
Ao meu tamanho, não é igual
Ao seu caráter, não é igual
Não é igual, não é igual, não é igual

I had enough of it (Eu tive o suficiente)
But I don't care (Mas eu não ligo)
I had enough of it (Eu tive o suficiente)
But I don't care (Mas eu não ligo)

Diga quem você é, me diga
Me fale sobre a sua estrada
Me conte sobre a sua vida
E o importante é ser você

Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja bizarro, bizarro, bizarro
Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja bizarro, bizarro, bizarro
Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja bizarro, bizarro, bizarro
Mesmo que seja estranho, seja você

Assista o clip no You Tube:
http://www.youtube.com/watch?v=0qluNnIhWfg&NR=1




quarta-feira, 25 de agosto de 2010

O Exterminador do Futuro na Época de Jesus

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Minossitudes

The Mino Times – By Mino
Fonte: Diário do Nordeste de 21/08/10

http://virtual.diariodonordeste.com.br/home.aspx

Alegria dos Santos

A paz de espírito não deve ser confundida com o ar de felicidade. O ar de felicidade, pode ser falso ilusório, posto que está no semblante. Já a paz de espírito sempre é verdadeira.
A tristeza dos santos é uma imagem discutível.
Os artistas, por mais talentosos que sejam, não sabem traduzir o semblante da beatitude, que vem da paz do espírito.
Os santos, conheço alguns (embora de muitos só conheça as histórias) são alegres.
Como é possível viver do espírito e não ser espirituoso?
Como é possível ser santo e não ter presença de espírito?
Passei muito tempo pensando isso a cerca de Jesus. Sei que Jesus chorava, mas Jesus ria? Jesus dançava? Os evangelhos não mencionam isso. Mas também não dizem se Jesus penteava os cabelos, aparava a barba, tomava banho ou coisas assim, subtendidas.
Portanto pelo que pude concluir, o bom humor é santo, já que advindo da Graça Divina.
Santos e beatos riem e sorriem. Fazem jejum mais também comem bem. Rezam e cantam, trabalham, bebem, dançam. Suas imagens revelam tristeza, porque como disse, os artistas querem denunciar o sofrimento, que também esteve presente em suas vidas, numa profunda solidariedade com todos os seres sofrentes.
Mas, o riso certamente, não é chamado a toa de santo remédio, pois traz saúde.
E o que é sadio é são.
E o que é São é Pedro, é Paulo, é Mateus e é João.

The Mino Times – By Mino
Fonte: Diário do Nordeste de 21/08/10

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Casa dos Espelhos

Rosa de Saron - Casa dos Espelhos
Composição: Guilherme de Sá,
Eduardo Faro e Rogério Feltrin

Agora eu sei

Sem paz e sem desejo
Distante de você
Me perco em pensamentos
Ditados por alguém

Imagens que eu vejo
Enganam, mentem

Agora eu sei
Que os olhos são como espelhos
Agora eu sei
Revelam coragem e medo

Nem tudo que se vê
Reflete a verdade
Uma casa de espelhos
Num jogo de vaidades

Eu quero sentimentos
E fazer o bem

Agora eu sei

Veja além do que se vê
Arranque fora o que não é você
Antes que o tempo passe a lhe entristecer

Existe alguém dentro de você
Deus me deu a vida pra que eu vá viver
De coração aberto sem se esconder

Agora eu sei



Aspirando o Inominável


Não tenho mais tesão, se é que posso usar essa expressão que talvez não seja [política ou religiosamente] correta. Depois de anos envolvido com sistemáticas religiosas, debates inúteis, pensamentos incabíveis, juízos, perdas materiais e de tempo que não volta mais, me sinto assim, cansado, impotente, sem paixão por mais nada que envolva isso, se fosse só uma confusão na mente diria quero um tempo, se tempo realmente eu quisesse, porém não quero tempo, não quero mais isso de forma alguma, pelo menos é o meu relativo atual, não quero mais perder nada da vida com qualquer algo que empate ou bloqueie a vida, visto que o tempo inteiro tudo aconteceu realmente na vida, porem eu estive abstenido dela, pois julgava não mais ser humano e nem gente, foi assim que acabei deixando convencer-me por mim mesmo, não culpo ninguém, afinal busquei entender no comum de se entender, através de mim e dos doutores que tudo foram e ainda são capazes de responder, a respeito de tudo e de todas as coisas sem, contudo chegar a lugar nenhum, acabou em mim o encanto, as doze badaladas foram ouvidas e eu tive que voltar para onde nunca deveria ter saído, o meu eu, não o tal do si mesmo onde eu estava.
Sinto-me estranho, como se estivesse envolvido em uma película de nada, isso me intriga, pois afeta outras áreas da minha vida para as quais deveria sentir-me vivo para sonhar. Parece que voltei para o útero, o lugar do antes daqui, onde não se tem projetos, aspirações, onde não precisamos de sistematizações que julgamos indispensáveis para viver, lugar onde se é na vida.

Espero que esse momento seja semelhante ao da lagarta no casulo, que quando isso for absorvido e assimilado, prossiga me aperfeiçoando em um novo ser, uma constante mutação em vivas cores. Por enquanto quero viver o antes do nome, que Ele mesmo julgou desnecessário para aquele momento que agora tomo como meu, afirmando-se apenas como Eu sou e nada mais, a inominalidade que um dia nomeei é meu maior desejo para o momento chamado agora.

Só preciso “amar as pessoas como se não houvesse amanhã”, pois parei para pensar e também percebi que na verdade não há. Assim sigo caminhando um passo de cada vez no caminho do Caminho sendo o que sou até ser liberto dos gemidos de ainda não ser sendo Nele completamente. Que venha o todo, que o que é em parte seja aniquilado, juntamente com tudo o que deve ser silenciado, para que então vejamos face a face o Amor, que não precisa de palavras, simplesmente é.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Santificação – Por Jürgen Moltmann


Trecho do Livro – A Fonte da Vida [O Espírito Santo e a teologia da vida]

"... O mais importante é buscar de novo a cada manhã a concordância com Deus e preservá-la a vida inteira. Nessa concordância está alicerçada a verdade de uma vida humana. Quem santifica sua vida dessa forma, porém, entra em conflitos com os costumes vigentes na sociedade em que vive, pois para ele a vontade de Deus é mais importante que as exigências e expectativas dos poderosos. Concordância com Deus significa discordância de um mundo que contradiz a Deus e a si próprio. Para os cristãos, santificação é seguir Jesus e ser vivificado no íntimo pelo Espírito de Deus. As bem-aventuranças e os desafios do Sermão da Montanha orientam para viver na santificação. Não são preceitos aleatórios. Na vida de santificação está em jogo um certo sincronismo com Cristo, e nessa comunhão com Cristo está em jogo a realização da condição de nós, humanos, como imagem de Deus.
A concordância com Deus chama-se santificação. A concordância consigo próprio como imagem e filho de Deus chama-se felicidade.
Nesse sentido, a santificação leva a verdadeira auto-realização. Quem está em consonância com Deus e consigo mesmo é santo e feliz. Buscará também a concordância com outras pessoas como imagem e filhas de Deus, bem como concordância com tudo que vive, que foi criado por Deus e está presente em seu Espírito: A confiança em Deus, o respeito a própria vida e à vida alheia, a reverência diante de tudo que vive, no que Deus está presente, determinam a santificação da vida."

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Seria cômico se não fosse trágico!


Apesar de nada mais nesse segmento me surpreender, gostaria muito que alguém confirmasse se isso foi ou não uma montagem. Agradeço.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Possuídos e Possuintes

Pode acontecer de um espírito imundo possuir o homem que está preso a escuridão de não crer ser, conduzindo o mal que ele é a males contra si e contra o próximo.

Pode acontecer que o homem possuindo o espírito da religiosidade, conduza-se ao espírito imundo de si mesmo com o mal que é, sendo males contra o próximo e contra si.

E agora? Quem nos livrará dessas possuições[*] de morte? Graças a Deus por Nosso Senhor Jesus de sorte que:

Pela Cruz Jesus despojou todos os espíritos imundos da escuridão que aprisionavam o homem as obras da mentira em sua condição de prisão as práticas de morte não crendo ser, providenciando Ele mesmo, reconciliação, redenção e fé para que o homem não seja mais o mal de si contra si mesmo e contra o próximo. E pela revelação do Verbo que se fez carne, em si mesmo ser liberto da escravidão da religiosidade da [lei] que impera pecado e morte.

Graças te damos Senhor, pois, está consumado, é Graça de graça, é só entrar pela porta e repousar no repouso dos pastos verdejantes com águas tranqüilas, refrigério de alma e paz.

* Se essa palavra não existia passou a existir, pois como eu mesmo disse no meu primeiro post [
http://intricissitudes.blogspot.com/2010_04_01_archive.html], eu me dou ao luxo de hibridizar, e criar novas palavras, fazer o que? Bjs.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Quero ser o Homem que sou

Raul Seixas expressa algo interessante nessa música, como ele era miserável, mas, falava o que era verdade. Acho isso semelhante algumas coisas que o Ivo já nos disse: somos hipócritas, somos falsos seguidores, mas, não vamos moldar o evangelho segundo nossas vidinhas medíocres, ao menos isso. Seremos miseráveis, mas, ao menos, diremos a verdade.
(** Comentário do mano Allison no e-mail enviado. Blog:
http://alduartenomade.blogspot.com/)


Quero ser o Homem que sou - Raul Seixas

Dizendo a verdade
Somente a verdade
Dizendo a verdade
Somente a verdade
Essa vã criatura indecisa no mal
Indecisa no bem
Sempre buscando venturas
E sempre à procura das dores também
Com todos os desejos, pecados, receios
Rancor e arquejos
Do animal que gargalha
E traz na boca rugidos e beijos!!
Mas dizendo a verdade
Somente a verdade
Mas dizendo a verdade
Somente a verdade
Esse gênio esboçado, essa criança louca
Esse filho da dor
Que foi capaz de erguer do lodo
Uma voz rouca e um canto de amor
Enquanto geme e chora
Mata e mente, acusa e defende
Deixa ficar pra trás
Na sua jornada uma canção de glória!!
Dizendo a verdade
Somente a verdade
Dizendo a verdade
Somente a verdade
Quero ser o homem que sou
Sim, quero ser o homem que sou
Sim, quero ser o homem que sou!!
Mas...dizendo a verdade
Somente a verdade
Dizendo a verdade
Somente a verdade
Esse gênio esboçado, essa criança louca
Esse filho da dor
Que foi capaz de erguer do lodo
Uma voz rouca e um canto de amor
Enquanto geme e chora
Mata e mente, acusa e defende
Deixa ficar pra trás
Na sua jornada uma canção de glória!!
Dizendo a verdade...

Vídeo da música
http://www.youtube.com/watch?v=ucFBU5HQQSw

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Agora eu entendí!!

O Novo Mandamento

Recebí de um amigo por email e não podia deixar de compartilhar essa verdade simples do Evangelho e da Vida.


O Novo Mandamento - Fruto Sagrado
Composição: Marcão

Não entendo o por quê de tanta denominação...
Tantos nomes só fazem aumentar nossa divisão.
Muitos títulos, muitas leis, tantas regras banais,
Dificultando a vida ainda mais...
Existe algum valor em tanta discussão?
Por que se afogar nesse mar de confusão?
O que é mais importante? Quem sai ganhando afinal?
Eu não posso esquecer o essencial!

Amar ao meu irmão, assim como Jesus me amou!
Amar ao meu irmão como Jesus me ensinou!
Amar ao meu irmão, assim como Jesus me amou!
Amar ao meu irmão...

Será que sabemos qual é a nossa missão?
Uma única família, uma única visão!

Talvez um dia a gente entenda
O que é, na verdade, ser cristão...
Praticar nesse mundo nossa pregação.
Como posso pensar e dizer que amo a Deus
Se não consigo viver em amor com meu irmão?
A quem estamos enganando? Não adianta disfarçar!
O que a gente faz fala muito mais do que só falar!

Amar ao meu irmão, assim como Jesus me amou!
Amar ao meu irmão como Jesus me ensinou!
Amar ao meu irmão, assim como Jesus me amou!
Amar ao meu irmão...

Isso resume, sim,
Nossa história aqui:
O novo mandamento que devemos seguir!

"A ninguém devais coisa alguma
A não ser o amor,
Porque quem ama cumpriu a lei.
Não adulterarás, não matarás,
Não furtarás,não darás falso testemunho,
Não cobiçarás! E se há algum outro mandamento
Tudo neste se resume:
Amarás ao teu próximo como a ti mesmo!"

Amar ao meu irmão...

Isso resume, sim,
Nossa história aqui:
O novo mandamento que devemos seguir!

Escute a musica no You Tube:
http://www.youtube.com/watch?v=ip97xwBr7Y4&feature=player_embedded